Terça-feira, 22 de Janeiro de 2008
Só Visto 220 - "De castigo" por não aceitarem proposta de rescisão por mútuo acordo, a custo zero
O Sindicato do Calçado de Aveiro e Coimbra denunciou esta segunda-feira que cinco trabalhadores da empresa «Janardo & Pereira», de Oliveira de Azeméis, estão a ser «tratados desumanamente» por se recusarem a rescindir os respectivos contratos por mútuo acordo. A coordenadora do sindicato, Fernanda Moreira, afirmou que os operários «foram postos de castigo na fábrica, sem trabalho, sem água, sem luz, sem poderem falar e vigiados por um outro funcionário, como se de criminosos se tratassem». Esta situação, alegadamente motivada pelo facto de os cinco trabalhadores «não aceitarem a proposta de rescisão por mútuo acordo, a custo zero», levou o sindicato a apresentar, na sexta-feira, uma queixa na Inspecção-Geral do Trabalho.


publicado por Master Roshi às 10:16
link do post | favorito

Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



mais sobre mim
pesquisar
 
Setembro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9

19
20

22
24
27

29
30


posts recentes

Só Visto 469 - Falta de s...

Só Visto 468 - Grupo de a...

Só Visto 467 - E o prémio...

Só Visto 466 - Roubou qua...

Só Visto 465 - Têm de pro...

Só Visto 464 - Cobras fun...

Só Visto 463 - Número oit...

Só Visto 462 - Peixe de t...

Só Visto 461 - Tribunal r...

Só Visto 460 - Macaco «br...

arquivos

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

blogs SAPO
subscrever feeds