Segunda-feira, 1 de Setembro de 2008
Só Visto 442 - O Apóstolo da luxúria

Depois de uma eternidade a reprimir o sexo, o Vaticano deu a sua bênção a um monge polaco que dá conselhos sobre como praticar sexo em comunhão com o Altíssimo, refere o site adn.es. Ksawery Knotz, vive no mosteiros para capuchinos em Stalowa Wola, no sul da Polónia, e afirma que é com um sorriso que «trabalha para Deus». «Ensino aos casais como rezar para que tenham uma vida sexual boa e feliz. Para eles, é um meio de chegar perto de Deus», explicou. O religioso, que se confessa inspirado pela «liberdade» da sua família e pelos ensinamentos de João Paulo II, leva a cabo as suas aulas sobre sexo matrimonial desde o ano de 2000 e já trabalhou com mais de 3000 casais católicos. A popularidade dos seus ensinamentos é tão grande que a agenda de Ksawery está lotada e existe mesmo uma lista de espera até 2009. «As pessoas estão um pouco surpreendidas, mas agradavelmente surpreendidas», disse o monge. É o caso de Kasia e Jan Paluszewski, dois católicos casados há já 18 anos e pais de três filhos, asseguram que os conselhos do padre Knotz «reforçaram» e «esclareceram» a sua vida sexual e espiritual. «Escuta verdadeiramente os casais e por isso é que nos entende tão bem», afirmou Jan.

Sexo como Deus manda

Qual é o segredo do êxito do padre Knotz? «Se crês em Deus, se crês que Deus está presente na tua vida, no amor, no casamento e na sexualidade, torna-se natural falar de sexo e suprimir alguns dos tabus e etiquetas de pecado», explicou o monge de 43 anos. O «monge do kama sutra» reserva os seus conselhos sexuais para casais tradicionais, ou seja, aqueles que são formados por um homem e uma mulher. Se bem que reconhece que em matéria de educação sexual a religião católica é um pouco «débil».

Teologia do orgasmo

Knotz recomenda uma «boa comunicação aberta entre os esposos», imprescindível para alcançar os «orgasmos celestiais» que o monge tanto preconiza. O mestre eclesiástico alerta também todos os maridos para que demorem o tempo que for preciso a «satisfazer plenamente» as suas mulheres. O padre Knotz até já escreveu um livro e no capitulo mais polémico «a teologia do orgasmos» o capuchinho compara o momento supremo do acto sexual com o encontro com Deus no céu. «O amor de um casal, expressado através do sexo, eleva o corpo humano ao céu. O êxtase de uma relação pode comparar-se à alegria de uma vida eterna».



publicado por Master Roshi às 02:36
link do post | favorito

Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



mais sobre mim
pesquisar
 
Setembro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9

19
20

22
24
27

29
30


posts recentes

Só Visto 469 - Falta de s...

Só Visto 468 - Grupo de a...

Só Visto 467 - E o prémio...

Só Visto 466 - Roubou qua...

Só Visto 465 - Têm de pro...

Só Visto 464 - Cobras fun...

Só Visto 463 - Número oit...

Só Visto 462 - Peixe de t...

Só Visto 461 - Tribunal r...

Só Visto 460 - Macaco «br...

arquivos

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

blogs SAPO
subscrever feeds